Em virtude das ofensas do ministro da Economia, Paulo Guedes, que comparou os servidores públicos a “parasitas”, na última na sexta-feira (7), o Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário (SINPAF), vem a público manifestar total repúdio a esse discurso que tem como objetivo desqualificar as instituições públicas e seus trabalhadores diante da sociedade brasileira.

Representando uma base de aproximadamente 11 mil empregados públicos, da Embrapa, Codevasf, Emepa, Emparn e Pesagro, o SINPAF exige respeito a todos os trabalhadores de instituições públicas que exercem com orgulho e lisura suas atribuições para garantir o atendimento da nossa sociedade.

O ministro fez essa declaração absurda durante palestra no seminário Pacto Federativo, promovido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), ao criticar o reajuste anual de servidores públicos.

Apesar de se desculpar, nesta segunda-feira (10), alegando que sua declaração foi retirada de contexto e que ele “se expressou mal”, é recorrente essa postura depreciativa que o atual governo e sua equipe de ministros têm em relação à classe trabalhadora e aos direitos fundamentais assegurados na nossa Constituição.

Desde que assumiu o Ministério, a política apresentada por Guedes tem sido de desmonte do Estado brasileiro e, para isso, propõe congelamento e redução de salários, fim de concursos públicos, entrega do patrimônio público, das riquezas do nosso país, levando à fragilidade da soberania nacional.