Calendário de mobilização visa esclarecer população a respeito da ameaça que representa a MP 905 para todos os trabalhadores do país. Atividade começa nesta terça-feira (10) e vai até a próxima sexta-feira, dia 13, nas cidades paulistas

FENAE

Nesta terça-feira (10), no ABC Paulista, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e demais centrais sindicais do país deflagram uma jornada de lutas por emprego e direitos, com atividades de panfletagens e diálogo com a população sendo realizadas na capital e em diversas regiões do estado de São Paulo até a próxima sexta-feira, dia 13. Calendário de mobilização com este objetivo foi definido durante reunião ocorrida na sexta-feira da semana passada (6), com participação de representantes da CUT, CTB, Força Sindical, UGT, CSB, Nova Central, CGTB, Intersindical, Intersindical Instrumento de Luta e Conlutas.

O propósito do protesto é esclarecer a população sobre a ameaça que representa a Medida Provisória (MP) 905, instituída pela equipe econômica do atual governo. Essa MP, caso seja aprovada pelo Congresso Nacional, rasga os direitos do conjunto da classe trabalhadora e precariza empregos e condições de trabalho no Brasil.

“Se não tiver luta para derrubá-la na esfera institucional, a Medida Provisória 905 vai permitir o aumento da jornada de trabalho sem reajuste de salário, vai obrigar o trabalho aos finais de semana sem nenhum adicional e vai ainda taxar em quase 8% o trabalhador que recebe o seguro-desemprego, desonerando o patrão em quase 35%”, denuncia Douglas Izzo, presidente da CUT de São Paulo.

Ele lembra que as centrais sindicais estarão nas ruas paulistas porque não podem permitir a aprovação de uma medida tão destrutiva para os trabalhadores e trabalhadoras do país.

A jornada de lutas da CUT será aberta nesta terça-feira (10) na fábrica da Volkswagen, na entrada da rodovia Anchieta, a partir das 5h da manhã. Outra mobilização está agendada para a Colgate/Palmolive, a partir das 5h30. Haverá panfletagem e diálogo com os trabalhadores dessas empresas.

Por toda esta semana, os trabalhadores e as trabalhadoras do ABC Paulista vão caminhar, conversar com a população e com os que trabalham nas diversas lojas na Rua Marechal Deodoro, no centro de São Bernardo do Campo.

Nos dias 12 e 13, em diversos horários, serão realizadas panfletagens e mobilizações nas portas de fábricas em várias estações de Metrô, terminais de ônibus e praças na zona sul de São Paulo, Campinas, Osasco e Carapicuíba.

Em todas essas atividades, a CUT e as demais centrais sindicais vão mostrar para a sociedade da capital e de cidades do interior paulistas que a MP 905 é mais uma nova reforma trabalhista que aprofunda a retirada de direitos e limita a ação dos sindicatos na defesa dos direitos e na negociação coletiva. No diálogo com o povo nas ruas, será esclarecido também que a representação nacional dos trabalhadores elaborou um Plano Emergencial para a retomada da economia e do emprego no Brasil.

Fonte: FENAE, disponível em
https://www.fenae.org.br/portal/fenae-portal/noticias/por-empregos-e-direitos-cut-promove-jornada-de-luta-em-sao-paulo-por-toda-esta-semana.htm