Marcha Virtual pela Ciência

Evento supera expectativas da organização e desperta reflexões sobre os problemas de financiamento da C&T brasileira

A Marcha pela Ciência já é um evento tradicional para a comunidade científica nacional, mas a edição deste ano teve a novidade da realização ser totalmente virtual devido à situação da pandemia da Covid-19. A adesão surpreendeu a organização, que registrou 57 mil visualizações nas páginas da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), no YouTube e no Facebook, e um alcance de 195 mil usuários, conforme os dados divulgados, nos dois painéis de debates promovidos pela entidade.

Acesse aqui a edição 98 na íntegra

Outras dezenas de debates foram realizadas por diversas instituições científicas e acadêmicas do país ao longo do dia 7 de maio. Pela SBPC foram promovidos ainda twitaços, com as hashtags #paCTopelavida e #MarchaVirtualpelaCiência, além de uma manifestação virtual em frente ao Congresso Nacional e que reuniu mais de 15 mil participantes (um aplicativo permitiu aos participantes a criação de um avatar para se posicionarem em frente ao Congresso, com cartazes).

Covid-19 – O tema da 7ª edição da Marcha foi Pacto pela Vida, tendo como base a Covid-19 (no dia 7 de abril, Dia Mundial da Saúde, de seis entidades – entre elas a SBPC – lançaram o Manifesto Pacto pela Vida; acesse aqui). A pandemia foi o tema do primeiro painel nacional, “O enfrentamento da pandemia Covid-19 no Brasil”, realizado na parte da manhã. O painel da tarde reuniu especialistas em torno de “A CT&I no Brasil – sucessos e desafios”. Os vídeos dos dois painéis estão disponíveis no You Tube e podem ser acessados no canal da entidade, disponível em https://www.youtube.com/playlist?list=PLVigrCJ_g6LdNU5jTSLniXSaFPNlyNKRL

A Seção Sindical Campinas e Jaguariúna do Sinpaf acompanhou as atividades da Marcha Virtual pela Ciência. Confira a seguir nos artigos de Francisco Corrales e Mário Urchei.

A Ciência e Tecnologia a serviço de uma outra sociedade
Mário Artemio Urchei

Marcha virtual pela Ciência, organizada pela SBPC no último dia 07.05.2020, em conjunto com várias instituições de pesquisa e universidades, evidenciou, mais uma vez, o descaso das autoridades brasileiras com a ciência comprometida com a vida e com uma sociedade mais justa e menos desigual.

A pandemia da Covid-19 já tem quase 4,2 milhões de pessoas infectadas e ultrapassa 286 mil mortes no mundo. No Brasil, são mais de 168 mil casos confirmados oficialmente e mais de 11,5 mil mortes. A situação é extremamente grave do ponto de vista sanitário e trará consequências sociais, políticas, econômicas e ambientais imprevisíveis e que deverão perdurar por um bom tempo.

Continue lendo aqui.

= = = 
Marcha virtual pela ciência: em defesa da Vida
Francisco Miguel Corrales

Não é de hoje que a comunidade científica tem alertado para as graves consequências da contínua redução de recursos orçamentários, do desmonte das instituições, da perda de autonomia organizacional e da descontinuidade das políticas públicas em Ciência e Tecnologia no Brasil. A partir dessas iniciativas ocorrem mobilizações com o propósito de reafirmar a importância da pesquisa e do ensino para o bem comum da sociedade, assim como denunciar as ameaças com as quais se defronta a Ciência e Tecnologia no Brasil. Dentre esses fóruns de debates destacam-se, desde 2017, as Marchas pela Ciência.

Continue lendo aqui

Acesse aqui a edição 98 do Curupira Expresso na íntegra