Eleições Sinpaf

Juiz defende respeito da decisão da maioria durante audiência de conciliação

Duas opções para solução do caso foram apresentadas e nova audiência ocorre dia 25

Na sexta-feira, 18, foi realizada uma audiência de conciliação na Justiça do Trabalho, em Brasília (DF), decorrente da ação trabalhista sobre o processo eleitoral para eleição da Diretoria Nacional e Auditoria Fiscal do Sinpaf – triênio 2019-2022. O juiz do Trabalho Raul Gualberto Fernandes Kasper de Amorim ressaltou a necessidade de que a decisão da categoria seja respeitada e duas opções foram apresentadas em relação às urnas impugnadas pela Comissão Eleitoral Central.

Conforme ata da audiência, as duas linhas são: “a) retirar das urnas impugnadas a quantidade de votos da chapa que mais obteve votos naquela urna naquela quantidade que excede a lista de votantes; b) aproveitar as comissões eleitorais anteriores (central e local) e proceder a nova votação nas seções e urnas combatidas listadas neste processo”.

As Seções Sindicais que tiveram urnas impugnadas irão consultar filiadas(os) sobre essas duas opções, sendo que pelo documento, copiado abaixo, o juiz abriu espaço para apresentação de outras propostas para solução do caso, visando o “fortalecimento da categoria, da democracia e da vontade dos trabalhadores”. Uma nova audiência ficou agendada para a próxima sexta-feira, dia 25.