Juiz determina que só sindicalizados podem receber benefícios de acordo coletivo

Um dos pilares do atual governo federal é o enfraquecimento do poder de organização da classe trabalhadora. Para isso, é fundamental debilitar a atividade sindical, fato que fica evidente em uma breve análise da reforma trabalhista.

No entanto, o ataque ao movimento sindical e à classe trabalhadora começa a ser contestado pela própria Justiça do Trabalho. Decisões recentes determinam que os direitos conquistados em negociações de acordos coletivos sejam aplicados às(aos) trabalhadoras(es) sindicalizadas(os), em um claro reconhecimento da importância e valorização do movimento sindical em defesa dos interesses e direitos da categoria representada.

Veja aqui a edição nº 45 na íntegra.