Valorização das(os) professoras(es) para uma Educação pública e de qualidade 

A reportagem de capa desta semana da revista Carta Capital traz uma matéria sobre o assédio praticado pelo governo contra servidoras(es) públicas(os) federais e estaduais. Perseguição ideológica que coloca em risco o funcionamento das instituições públicas. Vale conferir e neste 15 de outubro, Dia das(os) Professoras(es), além da merecida homenagem e reconhecimento a essa fundamental atividade, precisamos refletir sobre as constantes ameaças à Educação.

Nessa reportagem, a Carta Capital traz a informação do ANDES-SN (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior) de que 12 instituições tiveram a nomeação de reitores que não eram os primeiros colocados nas listas tríplices das respectivas instituições, ou seja, desrespeito ao resultado dos pleitos realizados. E dois desses reitores sequer eram vinculados às instituições para as quais foram nomeados. 

Esse é um dos exemplos do grave ataque à Educação. Infelizmente, vimos muitos nos últimos anos. A Diretoria da Seção Sindical Campinas e Jaguariúna do SINPAF sempre esteve presente e apoiou as manifestações realizadas em defesa de uma Educação pública, gratuita e de qualidade. E essa defesa passa, fundamentalmente, pela valorização da atividade docente.

Neste 15 de outubro de 2020, prestamos nossa homenagem às(aos) professoras(es), cuja atividade é essencial na formação e conscientização para o fortalecimento de um povo e construção de um país independente e soberano. Mais ainda em tempos de pandemia, gabinete do ódio, perseguição político ideológica e proliferação de notícias falsas.