COVID-19
Diretoria da SSCJ monitora

condições de segurança nas Unidades

A Diretoria da Seção Sindical Campinas e Jaguariúna do Sinpaf ratifica o entendimento da Diretoria Nacional do Sindicato e repudia veementemente a posição da Diretoria Executiva da Embrapa, manifesta na deliberação 13, BCA de 27 de maio de 2020, no que se refere ao item 2, que determinou o retorno ao trabalho de forma presencial das(os) trabalhadoras(es) que estavam dispensadas(os), a partir desta segunda-feira, 15.

Ao mesmo tempo em que a Diretoria Nacional tenta reverter essa decisão na Justiça, a Diretoria da Seção Sindical está monitorando as condições oferecidas pelas Unidades de sua abrangência. Relatos de ausência de álcool gel nos dispensers, além do pouco número de dispensers disponíveis nos prédios, entrega de quantidade insuficiente de máscaras para cada empregada(o) ou até mesmo ausência do fornecimento desse equipamento são algumas das situações que geram grande preocupação e precisam ser resolvidas o quanto antes pelos gestores da empresa.

Sem falar da ausência de instruções dentro das Unidades para orientar comportamentos responsáveis, como é o caso da marcação de espaços para delimitar o distanciamento mínimo e a circulação de pessoas sem a utilização de máscaras. As medidas de segurança devem envolver, inclusive, terceirizadas(os), bolsistas, estagiárias(os), enfim, todas as pessoas que circulam pelas Unidades.

Nesta semana, foram enviados ofícios às chefias das Unidades e das respectivas CIPAs com a solicitação de informações quanto às medidas mínimas de segurança adotadas para garantir um ambiente de proteção à saúde e à vida das(os) trabalhadoras(es).

O Sindicato entende que o momento de retorno é equivocado, pois a pandemia continua avançando, e que as Unidades não se prepararam para isso. Essas medidas já deveriam ter sido implantadas desde o início da pandemia no país, quando algumas(uns) trabalhadoras(es) continuaram trabalhando de forma presencial em esquema de revezamento.

Para auxiliar nesse processo, o Sinpaf encaminhou para a Embrapa um documento com sugestões de medidas de segurança a serem adotadas por parte da empresa, conforme preconiza as autoridades sanitárias (veja aqui).

A diretoria da Seção Sindical Campinas e Jaguariúna do Sinpaf continua acompanhando a situação. Qualquer descumprimento deve ser comunicado ao Sinpaf, pelo e-mail corona@sinpaf.org.br, ou diretamente à Diretoria da nossa Seção Sindical.

A vida é mais importante!

Curupira Expresso nº 100 na íntegra. Acesse aqui.