Categoria: NOTÍCIAS

Ameaça à pesquisa pública: projeto de criação da EmbrapaTec é tema de debate na Câmara dos Deputados

Nesta quinta-feira, dia 21, será realizada uma audiência pública para discussão do projeto de criação da EmbrapaTec (Embrapa Tecnologias Sociedade Anônima), na Câmara dos Deputados. O debate, promovido pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços, foi proposto pelo deputado Helder Salomão (PT-ES) e conta com a participação do presidente da Seção Sindical Campinas e Jaguariúna do Sinpaf (Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário), Mário Artemio Urchei. A SSCJ é uma das entidades envolvidas na criação do Movimento pela Ciência e Tecnologia Pública (MCTP). Trata-se da criação de uma subsidiária da Embrapa com caráter de sociedade anônima de capital fechado, para comercializar tecnologias, produtos e serviços desenvolvidos pela Embrapa e explorar comercialmente os direitos de marcas e de propriedade intelectual. Uma vez criada, a EmbrapaTec também poderá fazer essas atividades para outras Instituições Científica, Tecnológicas e de Inovação (ICT). Entre as justificativas estão eliminar os entraves que impedem a Embrapa de comercializar suas invenções e promover a disseminação do conhecimento. Na realidade, nada mais é do que colocar a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária a serviço do agronegócio. Como consta em uma das matérias da Agência Câmara Notícias: “A exposição de motivos é assinada pelos então ministros da Agricultura, Kátia Abreu, e do Planejamento, Valdir Simão, do governo da ex-presidente Dilma Rousseff. Segundo os ex-ministros, conquistar a fronteira tecnológica é um imperativo estratégico para a...

Read More

Movimento pela Ciência e Tecnologia Pública vai ao OCUPA BRASÍLIA

O Movimento pela Ciência e Tecnologia Pública (MCTP) apoia e vai participar do OCUPA BRASÍLIA, no dia 24 de maio. O OCUPA BRASÍLIA é uma importante mobilização convocada pelas centrais sindicais brasileiras e por centenas de organizações da sociedade civil, com a finalidade de barrar as contrarreformas da Previdência e Trabalhista e revogar a Lei das Terceirizações, já aprovada no Congresso Nacional. As contrarreformas marcam o terrível retrocesso neoliberal que vem sendo imposto à nação pelo governo ilegítimo de Michel Temer e seus aliados. Lutar contra elas é a principal bandeira do OCUPA BRASÍLIA. INVIABILIZAÇÃO DA CIÊNCIA Os ataques implantados pelo governo Temer são amplos e vão inviabilizar, também, a ciência pública no Brasil. A chamada PEC do Teto, que congela por 20 anos o investimento público em Saúde e Educação, assim como o recente anúncio do corte de 44% no orçamento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), inviabilizam qualquer avanço na pesquisa e na ciência no País. O OCUPA BRASÍLIA é um dos desdobramentos da histórica Greve Geral, realizada no dia 28 de abril, e que mostrou o descontentamento da população em relação aos ataques contra os direitos sociais. PORQUE 24 DE MAIO O dia 24 de maio é a data prevista para a votação, em primeiro turno, na Câmara dos Deputados, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16, que trata da contrarreforma da...

Read More

SINPAF ADERE EM PESO À GREVE GERAL

Nova greve é mais um passo na luta para derrubar as ‘contrarreformas’ que tentam destruir direitos históricos dos trabalhadores O Sinpaf Nacional, respaldando decisões tomadas em seções sindicais de várias regiões do Brasil, entre elas a nossa Seção Campinas e Jaguariúna, decidiu aderir à Greve Geral de 30 de junho, organizada pelas dez grandes centrais sindicais do país. O lema da greve, decidido em conjunto pelas centrais, é “Vamos parar o Brasil contra a Reforma Trabalhista, em defesa dos direitos e da aposentadoria”. A nova Greve Geral é mais um passo na trajetória de mobilizações e lutas que vêm sendo travadas em todo o país para derrubar as “reformas” (ou contrarreformas) Trabalhista e da Previdência que o ilegítimo governo de Michel Temer tenta aprovar a toque de caixa no Congresso Nacional. As centrais decidiram, em conjunto, centrar o foco dessa Greve Geral na contrarreforma Trabalhista, que já foi aprovada na Câmara Federal e tramita no Senado sob pressão intensa do governo e dos setores financeiros e empresariais que querem sua aprovação a qualquer custo. Na avaliação de todas as centrais sindicais, a reprovação do projeto de Reforma Trabalhista pelo CAS (Comissão de Assuntos Sociais) do Senado foi uma grande vitória das mobilizações da classe trabalhadora. Por isso, foram desfechadas também uma série de ações para pressionar os senadores(as) a se posicionarem contra as “reformas”: desde debates com parlamentares e...

Read More